sexta-feira, 11 de julho de 2008

A BRUNA - ÍCONE MAIS ANTIGO DE NOSSA SENHORA SOB A INVOCAÇÃO DO MONTE CARMELO

La Bruna. Basilica di Santa Maria del Carmine, in Napoli

O ícone Maria “La Bruna” (nossa morena) é a mais antiga imagem mariana adotada pelos Carmelitas (ícone do carmelo), e originária provavelmente do Monte Carmelo. Sua representação foi concebida para comunicar ao observador os valores da vida de Maria. São detalhes interessantes na simbologia mariana do ícone.

The icon Maria "La Bruna" (our morena) is the oldest Marian image adopted by the Carmelites (icon of carmelo), and probably originates from Mount Carmel. Its representation is designed to communicate the values of life of Mary. They are interesting details in the symbolism of the Marian icon.

L'icône Maria "La Bruna" (notre MORENA) est la plus ancienne image mariale adopté par les Carmélites (icône de Carmelo), et probablement originaire de Mont-Carmel. Sa représentation est conçu pour communiquer les valeurs de la vie de Marie. Ils sont intéressants détails dans le symbolisme de l'icône mariale.

El icono de María "La Bruna" (nuestra morena) es la más antigua imagen mariana, aprobada por los Carmelitas (icono de Carmelo), y probablemente se origina en el Monte Carmelo. Su representación ha sido diseñado para comunicar los valores de la vida de María. Son interesantes detalles en el simbolismo del icono mariano.

  1. A cor dourada (lembrando o sol) das aureolas e do fundo indica a santidade de Maria, coração sempre revestido de Deus.
  2. A cor azul marinho (cor do mar, da fertilidade) do manto proclama a Maternidade Divina de Maria.
  3. A cor vermelha (símbolo do amor) da túnica, cuja parte cobre o Menino, indica o forte amor da Mãe para com o seu filho Jesus.
  4. A estrela (adorno) no manto de Maria é sinal de sua virgindade antes, durante e depois do parto: mulher de coração indiviso para Deus.
  5. A cor da manga do Menino (pele de ovelha) nos está a indicar: eis aí o Cordeiro de Deus.
  6. O rosto do Menino, com idade indefinida, comunica algo profundo: este é o Verbo eterno do Pai que se fez homem.
  7. A mão esquerda de Maria segura o Filho no colo, sinal de ternura.
  8. A mão direita, responde à súplica da oração "Salve Regina": mostrai-nos Jesus, bendito fruto...”, indicando: “Eis o caminho, a verdade e a vida”.
  9. A posição do Menino, rosto colado ao da Mãe, é clara demonstração da recíproca ternura dos dois.
  10. Os olhos de Maria e de Jesus são voltados para o observador, exprimindo a missão redentora de Jesus e a participação co-redentora de Maria.

Toda a composição do ícone acima, do tipo iconográfico da eleusa ( ternura), fala da realidade da Virgem Mãe de Deus no mistério de Cristo e da Igreja. É catequético, chamando o observador para a familiaridade e imitação de Maria. O ícone recebeu a coroa de outo por Decreto do Capítulo do Vaticano a 11/06/1875. O altar onde é venerado este precioso ícone, desde o século XIII, fica na Basílica di Santa Maria del Carmine Maggiori, em Nápoli, Itália.

Esse Ícone inspirou várias releituras, que hoje são mais conhecidas que original, que foram pintadas aprimorando com as novas técnicas da pointura.

http://www.ordem-do-carmo.pt/component/option,com_rsgallery2/Itemid,46/catid,6/
http://it.wikipedia.org/wiki/Basilica_di_Santa_Maria_del_Carmine_Maggiore
http://www.napoletanita.it/foto/napoli35.jpg http://pt.wikipedia.org/wiki/Sarracenos

Nenhum comentário: