quinta-feira, 27 de agosto de 2009

SÉRIE ARCEBISPOS DE OLINDA E RECIFE: 2º ARCEBISPO - DOM SEBASTIÃO LEME DA SILVEIRA CINTRA



"Todos ou quse todos se dizem católicos (...) na engrenagem do Brasil oficial, não vemos uma só manifestação de vida católica" (16/07/1916)

Dom Sebastião Leme da Silveira Cintra, o Cardeal Leme, (Espírito Santo do Pinhal, 20 de janeiro de 1882Rio de Janeiro, 17 de outubro de 1942) foi o segundo cardeal brasileiro. Foi Arcebispo de Olinda e Recife (1916-1921) e Arcebispo do Rio de Janeiro.
.
Este prelado brasileiro, 2º Arcebispo de Olinda e Recife, foi um dos mais importantes quadros da Igreja Católica no Brasil no primeiro quartel do século XX.Ingressou no Seminário Menor Diocesano de São Paulo, em 1894. Tendo se destacado em seus estudos, foi enviado para Roma em 1896, onde estudou filosofia na Universidade Gregoriana, sendo ordenado em 28 de Outubro de 1904, aos 22 anos de idade.


Em 16 de junho de 1922, ao assumir a Arquidiocese de Olinda e Recife Dom Leme publicou a "Carta Pastoral de Inauguração" , esse documento amplamente divulgado teve grande repercursão em todo o clero brasileiro. Ele expressa seu pensamento demonstrando a contradição do Brasil em ser um país católico, porém a Igreja Católica não tinha poder de influência no povo nem nas elites intelectuais, que eram dominadas pelo agnosticismo, secularismo e o positivismo e na qual mostrava sua meta de governo: " O que pretendemos é agitar idéias, inspirar iniciativas, alimentar apostolados, despertar dedicações, e, de nossa parte, não cair no pessimismo desumano que mata todas as empresas mal vem ela à concepção. A consciência nos doeria se, por falta de lançarmo-las, morressem idéias de obras quese impõem. Há dificuldades? Onde não as há? Ponhamos a mão naquilo que julgamos dever fazer, certos de que aos bens intencionados não falta Deus com a sua graça" .
 ..
Em Pernambuco "a sociedade local e parte do clero, por exemplo, questionaram várias de suas atitudes, como a campanha de donativos em todas as paróquias para a realização de reformas na Catedral Metropolitana e no Palácio da Soledade (sede da arquidiocese), que estava em ruínas, a venda deste último prédio aos jesuítas, e a aquisição de um edifício menor para abrigar a sede" 1


Foi sob seu governo que Nossa Senhora do Carmo foi solenemente coroada como Excelsa Padroeira do Recife no dia 21 de setembro de 1919, em cuja solenidade participaram 16 bispos e arcebispos, um número significativamente alto para a época.

Dom Leme foi forte liderança com vistas à "Restauração Católica", que efetivamente se deu quando de sua transferência para o Rio de Janeiro, então Capital da República. como Arcebispo Coadjutor de São Sebastião do Rio de Janeiro, em 15 de Março de 1921, aos 39 anos de idade, como Arcebispo Titular de Pharsalus. Em 18 de Abril de 1930, após o falecimento de Dom Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti, assume a Arquidiocese do Rio, sendo elevado a Cardeal, em 30 de Junho de 1930, o 2º Cardeal do Brasil.

A restauração católica, cujos bispos eram os líderes e os ideólogos tinha como premissas:
1) A superação do laicismo da primeira república;
2) Anti-socialismo e anti-comunismo radicais;
3) Reforço do princípio da autoridade e da hierarquia católica;
4) Ênfase da participação da Igreja na sociedade, em particular junto à classe dirigente - política e ecômica.Teve forte influência política, inclusive junto ao presidente Washington Luiz e Getúlio Vargas, com quem tinha amizade pessoal.

Com relaçção a Revolução de 1930 "recusou-se a tomar parte no movimento revolucionário, mas tentou uma negociação entre revolucionários e os grupos leais ao Governo, acompanhando, inclusive, o presidente Washington Luís no carro que o conduziu ao Forte de Copacabana, onde ficaria preso até partir para o exílio. Durante o Governo Vargas, procurou manter-se neutro no campo político, embora cooperasse com os dirigentes e procurasse apoio desses para suas obras religiosas. Criou a Liga Eleitoral Católica (LEC), a Ação Católica Brasileira (ACB), implementou o ensino religioso no então Distrito Federal, e promoveu a abertura das faculdades de Direito e de Filosofia, instaladas, oficialmente, em 1941, e que seriam o embrião da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro. ". 3

Faleceu em 17 de outubro de 1942, aos 61 anos, quando completava 38 anos de Presbítero, 31 de Bispo e 12 de Cardeal. Foi sepultado na Igreja da Adoração Perpétua Sant'Ana, no Rio de Janeiro. .

" A Prelazia de Pernambuco foi criada em 15/07/1614 pela Bula "Fasti noviorbis" do Papa Paulo V. O Papa Urbano VIII com a Bula "Romanus Pontifex" do dia 06/07/1624 a constituiu sufragânea da então Diocese de São Salvador da Bahia. O Papa Inocêncio XI, no dia 16/11/1676, pela Bula "Ad sacram Beati Petri sedem" a elevou como diocese, denominando-se Diocese de Olinda. Em 05/12/1910 foi elevada à Arquidiocese e Sede Metropolitana pelo Decreto da Sagrada Congregação Consistorial. Pela Bula "Cum urbs Recife" do Papa Bento XV de 26/07/1918, passou a denominar-se Arquidiocese de Olinda e Recife". http://www.arquidioceseolindarecife.org.br/hitoria.htm

VEJA MAIS SOBRE DOM LEME:

Referências:PARENTE, Josênio Camelo. A fé e a razão na política. Fortaleza/Sobral: EdUFC/EdUVA, 2000


Imagens: Quadro montagem desse bloh; Fotografia de 1919 - Coroação de Nossa Senhora do Carmo.

Nenhum comentário: